André Setaro lança livro

O crítico de cinema André Setaro, editor do indispensável blog Setaro’s blog e colaborador ocasional da Zingu!, estará lançando uma tríade de livros no próximo dia 13, em Salvador.

Abaixo, convite do lançamento e texto do blog do Setaro.

Escritos sobre Cinema – Trilogia de um Tempo Crítico, de minha autoria, em três volumes, tem lançamento assegurado, em Salvador, na terça que vem, dia 13 de abril, às 20 horas, no Cinema do Museu (que fica no Corredor da Vitória). Na verdade, exceto o volume sobre linguagem e introdução ao cinema, o livro é uma triagem de artigos que iam se perder na lata de lixo do tempo, pois escritos para jornais e revistas, com alguma coisa, pouca, tirada da internet. Quem está acostumado com as asnices aqui cometidas não terá surpresas nem ficará surpreendido com os textos reunidos. Os leitores do blog estão todos convidados (lógico que aqueles que moram nesta engarrafada e terrível cidade).

Comecei a escrever sobre cinema em novembro de 1970, um artigo sobre a importância de Jerry Lewis para o finado Jornal da Bahia em seu suplemento de cor azul. A partir de agosto de 1974, obtive uma coluna para fazer críticas diárias sobre os filmes que estavam em cartaz. Há 35 anos, portanto. Se vou fazer 60 anos, e a considerar ter ido, pela primeira vez ao cinema, aos 7, tenho já 53 anos de estrada. O que me dá arrepios existenciais por causa da passagem do tempo.
 
Escritos sobre Cinema é editado pela Azougue em parceria com a Edufba (editora da Universidade Federal da Bahia) e teve o patrocínio do Fundo de Cultura do Estado da Bahia.
 
É GRÁTIS!
Clube da Crítica – Saladearte Cinema da UFBA às 16h às 17h30
14 de abril (quarta): A decadência da crítica nos jornais e o seu advento em blogs e sites com Sérgio Alpendre (editor da Paisà)
15 de abril (quinta): Panorama atual da crítica cinematográfica com Francis Vogner (crítico da Cinética e professor de Cinema)
16 de abril (sexta): A Inexistência da crítica na Bahia como reflexo de seu momento cultural com Marcos Pierry (Jornalista e professor de cinema) e André França (artista visual e professor de cinema)

Exposição ‘Tony Vieira’ foi cancelada, por ora, em Ouro Preto

A exposição Tony Vieira – Cineasta de Contagem foi cancelada, por ora, na Casa dos Contos, em Ouro Preto. Em nota divulgada hoje, a sede do evento informou que o local está sem condições, no momento de receber o evento. Notícia triste.

Segue o comunicado oficial da Casa de Contos:

Informamos que devido a obras de pintura interna e externa e instalação de hidrantes na Casa dos Contos e, por consequência, dificuldades de acesso à área destinada a exposições temporárias, foi suspensa fine die, também em conexão com o período de chuvas, a programação prevista para amanhã, 30 de março foi suspensa.

Assim que tivermos mais informações, repassaremos.

Abre, amanhã, exposição Tony Vieira – Casa de Contagem, em Ouro Preto

Do release:

EXPOSIÇÃO “ TONY VIEIRA- CINEASTA DE CONTAGEM” NA CASA DOS CONTOS EM OURO PRETO

ABERTURA: DIA 30 DE MARÇO DE 2010 ÀS 19:00 HORAS

EXPOSIÇÃO: ATÉ 1º DE MAIO DE 2010

A Prefeitura Municipal de Contagem, por meio da Secretaria de Educação e Cultura e da Coordenadoria de Cultura, juntamente com o Jornal Tribuna de Contagem idealizou e apresentou a Exposição “Tony Vieira – Cineasta de Contagem” no final de 2009, no Centro Cultural de Contagem, e agora, a mostra, visita a Casa dos Contos em Ouro Preto, museu dirigido pela Gerência Regional do Ministério da Fazenda em Minas Gerais.

A exposição, de caráter didático e itinerante, conta a história do ator, roteirista, produtor e diretor Tony Vieira, através de textos, documentos de época e imagens distribuídas em dezoito painéis. A exposição também reúne fotos, roteiros, revistas e objetos do acervo pessoal do ator Hytagiba Carneiro e Toni Murtes, filho de Tony Vieira.  Além disso, contará com peças originais dos filmes do cineasta pertencentes ao acervo doado para a “Casa da Cultura Nair Mendes Moreira” de Contagem e que atualmente, estão depositadas no Centro de Referência Áudio Visual (CRAV-BH). 

O texto que conta a história de Tony Vieira foi elaborado pela historiadora Carolina Dellamore. A direção de arte da exposição é de Henrique Dias. A mostra tem como curadores, Henrique Dias, Marco Aurélio Godoy, Solange Cunha e Fernando Perdigão.

Recuperar a história do cineasta significa uma grande conquista, pois, ao se divulgar a trajetória esquecida de Tony Vieira, também se descortina parte da história de Contagem e do Cinema Nacional, construída nas décadas de 70 e 80.

Inscrições para o 20º Cine Ceará terminam no dia 30 de abril

Do release:

Entre os dias 16 de março e 30 de abril acontecem às inscrições para a Mostra Competitiva Ibero-Americana de Longa-Metragem e para a Competitiva Brasileira de Curta-Metragem do XX CINE CEARÁ – Festival Ibero-Americano de Cinema, um dos principais festivais de cinema do Brasil, que acontece de 24 de junho a 01 de junho de 2010.

O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site http://www.cineceara.com.br. O resultado da seleção será divulgado pela organização do Cine Ceará até o dia 15 de maio.

Para a Competitiva Ibero-Americana de Longa-Metragem, podem concorrer filmes em formatos profissionais (16mm, 35mm, ou vídeo com no mínimo 700 linhas de resolução), com duração mínima de 70 minutos, devem ter sido concluídos a partir de junho 2008 por produtores e/ou diretores ibero-americanos (países da América Latina e o Caribe, Portugal e Espanha). O vencedor na categoria de melhor longa-metragem receberá o troféu Mucuripe e prêmio de US$ 10 mil (dez mil dólares). Também receberão troféu os vencedores de longa-metragem nas categorias: direção, fotografia, edição, roteiro, som, trilha sonora original, direção de arte, ator e atriz e prêmio da critica ao melhor filme.

Para a Competitiva Brasileira de Curta-Metragem podem concorrer trabalhos de produtores e/ou diretores brasileiros ou radicados no Brasil há mais de três anos. Os filmes devem ter duração máxima de 20 minutos e em qualquer formato (16 mm, 35mm ou vídeo com no mínimo 700 linhas de resolução), nos gêneros animação, ficção, documentário ou experimental. Os trabalhos enviados devem ter sido concluídos a partir de junho de 2008 e não terem participado de processos seletivos nas edições anteriores deste Festival. Serão premiados com o troféu Mucuripe os melhores nas categorias: melhor curta, direção, fotografia, edição, roteiro, som, direção de arte, ator e atriz.

O XX Cine Ceará é uma promoção da Universidade Federal do Ceará, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira com apoio do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura e Desporto, e do Ministério da Cultura, através da Secretaria do Audiovisual. A Realização é da Associação Cultural Cine Ceará e conta com patrocínio de empresas públicas e privadas, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC) e da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).

Mais informações: Assessoria de Imprensa do Festival:
Nacional: F&M/ProCultura
Jornalista responsável: Flávia Arruda Miranda
Tel: (11) 3263.0197 / 8542.1771
flavia@procultura.com.br

No Ceará: AD2M
Jornalistas Responsáveis: Bruno Sampaio
Tel: (85) 32.581001 / 9605.0462
Bruno@ad2m.com.br

Ibero-americana: Patrícia Martin
Jornalista Responsável: Patrícia Martin
Tel México: 5233-15916546
Cel. México: 521-3314420053
Tel para chamadas Brasil: 5511-37171084

Zingu! procura redatores

Você gosta de cinema? Aprecia o cinema brasileiro? Gosta de escrever?

Bem, a Zingu! está procurando pessoas para atualizar este blog, com conteúdos sobre cinema, especialmente o brasileiro, e escrever na revista (www.revistazingu.net).
Temos pautas pré-determinadas, mas isso não impede que se sugira novos temas.

Requisitos:
– gostar de cinema brasileiro e de escrever
– gosto por conhecer coisas novas, sem preconceitos
– noção e respeito pelo prazo
– bom texto, domínio da língua
– sugerir pautas, pesquisar filmes

Benefícios:
– fazer parte da grande redação da Zingu! ;o)

Não pagamos ninguém, não temos como, mas a experiência é sempre válida, e não é muito exigente.

Se estiver interessado, mande um email para revistazingu@gmail.com, com um texto de sua autoria sobre cinema (pode ser resenha de filme, artigo, reportagem…).

Quem não estiver interessado e gostar da Zingu!, espalhe a nossa procura.

Fantaspoa. Como será o futuro?

Comunicado oficial de João Pedro Fleck e Nicolas Tonsho, organizadores do VI Fantaspoa – Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre.

3 diferentes assuntos

Daqui a quatro meses estará ocorrendo o VI Fantaspoa – Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre. Em virtude disso, estamos enviando o seguinte e-mail para tratar de três assuntos: (1) a submissão de curtas-metragens para seleção; (2) a programação do festival de 2010; e (3) a continuidade do festival após o ano de 2010.

1. Inscrições abertas para curtas-metragens: O Fantaspoa está com inscrições abertas para a mostra competitiva de curtas-metragens. As inscrições vão até o dia 15 de abril. Podem ser submetidos filmes realizados após 2006 e dos gêneros fantasia, ficção-científica, horror e suspense. Para maiores informações, entre em contato pelo e-mail fantaspoa@fantaspoa.com.

2. A programação do festival de 2010: Aqueles que acompanham o evento se surpreenderão com a programação que iremos apresentar em 2010. A Competição Internacional contará com uma série de títulos de grande importância que vem marcando presença em alguns dos mais importantes festivais de cinema do mundo (de gênero fantástico ou não). Uma maior diversidade de gêneros estará presente, assim como de países. As mostras paralelas serão bem variadas e o que podemos adiantar é a presença do renomado diretor italiano Luigi Cozzi. Entre os dias 06 e 09 de julho, ele fará uma série de palestras. Cozzi dirigiu mais de 15 longas-metragens (dentre eles, Starcrash, Alien Contamination e Paganini Horror) e trabalhou com atores como David Hasselhoff, Caroline Munro, Lou Ferrigno, Klaus Kinski e Donald Pleasence. Também escreveu roteiros de filmes realizados por colegas talentosos, como Dario Argento, Lamberto Bava e Joe D’Amato. Dentre uma série de outras mostras, o VI Fantaspoa exibirá uma mostra retrospectiva do trabalho de Luigi, contendo 12 de suas obras. E o ponto principal:

3. A continuidade do festival após o ano de 2010: Inicialmente queremos esclarecer que sabemos que algumas pessoas não apreciam o nosso festival, seja pelos filmes que exibimos, ou pelo fato de exibirmos a maioria dos filmes em DVD e em Blu-Ray. Somente queríamos deixá-los a par do fato que recentemente fizemos um levantamento de custos para podermos trazer filmes em 35 mm esse ano. Como nenhum dos filmes que exibimos possui cópias no Brasil, a média de frete (ida e volta) da Europa e EUA, é de aproximadamente R$ 10.000,00 POR filme. Além disso, existe a cobrança de taxas para exibição de uma série de filmes. Por exemplo, poderíamos exibir um dos filmes vencedores do festival de Cannes esse ano e, além do valor do frete, teríamos que pagar uma fee (taxa de exibição) de R$ 2.500,00. Já lemos em diversos sites e blogs reclamações sobre a nossa programação e que deveríamos trazer uma série de filmes, dentre os quais podemos citar somente alguns: Martyrs, The Children, Frontier(s), Dead Snow, ZMD e Must Love Death. O que as pessoas não sabem é que nós TENTAMOS trazer cada um desses filmes e todos se enquadram no caso acima. Ou seja, além de uma fee exorbitante, a obrigatoriedade da exibição em película. Para aqueles que conhecem mais de perto o nosso evento sabem que realizamos o mesmo com auto-investimento e que o nosso orçamento total gira em torno de R$ 25.000,00 e que, portanto, pagar fees de R$ 2.500,00 ou trazer filmes em outras mídias se tornam inviável. Além disso, as salas que utilizamos não possuem projetores de HDCam nem Digibeta. Além do valor que investimos a fundo perdido, temos todo o trabalho de produzir o festival, selecionar e legendar cada um dos filmes. Nós não temos nenhum apoiador/patrocinador, público ou privado que cubra os gastos do festival e os mesmos se tornaram altos demais para continuarmos com o projeto. Estamos tentando aprimorar o nosso evento, apesar da dificuldade de receber qualquer apoio e patrocínio realmente significativo. Pelo segundo ano estamos inscritos na Lei Rouanet e apesar de contatarmos uma série de empresas, não estamos conseguindo nenhum tipo de apoio. Se por acaso você conhece alguma empresa que possa nos apoiar, peço que nos passem o contato do responsável, para que possamos enviar o nosso projeto para eles. Um evento independente, que em uma cidade como Porto Alegre, nas salas do centro, leva 6.000 espectadores ao cinema ao longo de somente dezoito dias não deveria simplesmente deixar de existir. E infelizmente isso acontecerá caso a situação não mude em 2010. Nós realmente precisamos de apoio urgente para que o festival não seja cancelado, e o apoio necessário é financeiro. Você pode ajudar publicando essa mensagem em seu site, blog ou enviando para os amigos.

Nova edição no ar!

Caríssimos leitores,

a mais nova edição da Zingu! já está no ar no endereço: www.revistazingu.net

Chegamos, aos trancos e barrancos, com erros a corrigir em formatação e entradas de textos, o que será feito em breve.

De qualquer forma, você poderá conferir a edição 38, referente a janeiro e a fevereiro, com Dossiê José Lopes, o Índio, e Especial Anselmo Duarte. Entre as colunas, Cinema of Transgression, Natalie Portamn, Nadyr Fernandes, Island of Death, A Fronteira da Alvorada, Ervas Daninhas, Feranda Paes Leme e a estréia de Filipe Chamy na coluna Reflexos em película.

Trazemos também os melhores de 2009 segundo a redação.

Divirtam-se e espalhem: www.revistazingu.net

Batman de 1943 em DVD duplo

A Classicline está lançando em DVD duplo uma verdadeira raridade: o seriado Batman do começo dos anos 40!  Todo mundo conhece o Homem-Morcego através da série camp dos anos 60 (que também rendeu um longa-metragem para o cinema feito na esteira do sucesso do seriado) além dos filmes que vem sendo produzidos desde 1989, começando pelos dois primeiros de Tim Burton até chegar aos últimos de Christopher Nolan, que arranham o brilho do super-herói com sua estética hiper-realista e sisuda. Bem, o que poucos sabem é que Batman surgiu nas telas pela primeira vez em 1943, quatro anos após ser criado por Bob Kane. A série naquele ano teve 15 episódios (todos integram o dvd nacional) e Batman e Robin são interpretados pelos ilustres desconhecidos Lewis Wilson e Douglas Croft, respectivamente, e ressente-se do baixo orçamento imposto pela Columbia (o estúdio que  menos investia em seriados). A principal razão da existência dessa série é que com a Segunda Guerra Mundial Hollywood recrutou toda espécie de herói como forma de propaganda política, conseqüentemente o arqui-inimigo de Batman e Robin em Gotham City nessa versão dos personagens é o malignoTito Daka, um espião japonês que quer dominar a América com o auxílio de cientistas. Cada episódio começava com o famoso logotipo do morcego (cabeça humana sobre o corpo de morcego), ao som de uma música-tema que para muitos antecipa a trilha de Danny Elfman para as adaptações dirigidas por Tim Burton. Há ainda uma característica que não vingou em versões posteriores, que é a de Batman colar adesivos de morcegos no rosto dos inimigos capturados, à moda de outro herói, Zorro (que fazia algo parecido com a primeira letra do seu nome). Obviamente quase tudo é muito tosco, e a série não goza de grande reputação entre os fãs de Batman (além de permanecer bastante desconhecida), mas sem dúvida é um documento histórico para os admiradores mais incondicionais do personagem. No mínimo, vale como curiosidade.

Brasil Anos 80: Cinema e Vídeo

Começou ontem, no CCBB-SP, a mostra Brasil Anos 80: Cinema e Vídeo, com curadoria de Francisco César Filho e Rafael Sampaio.

Além da exibição de filmes, terão debates sobre o filme.

A mostra é uma boa chance para os leitores da Zingu! de novembro/dezembro conhecerem os filmes abordados.

Programação

19 de fevereiro | Sexta

13h30 | Beijo 2348/72 – Walter Rogerio. SP. 1990. 100’. 35mm. 14 anos.

15h30 | O Olho Mágico do Amor – Ícaro Martins, José Antônio Garcia. SP. 1981. 95’. 35mm. 16 anos.

17h30 | Disaster Movie – Wilson Barros. SP. 1979. 30’. 35mm. 14 anos. Bete Balanço – Lael Rodrigues. RJ. 1984. 72’. 35mm. 16 anos.

19h30 | Nunca Fomos tão Felizes – Murillo Salles. SP. 1984. 96’. 35mm. 4 anos.
20 de fevereiro | Sábado

13h30 | Rock Paulista – Anna Muylaert. SP. 1988. 11’. 35mm. 10 anos. Areias Escaldantes – Francisco de Paula. RJ. 1985. 100’. 35mm. 12 anos.

15h30 | Mude o seu Dial: Um Rádio-Clip com as Ondas do Ar – Francisco Cesar Filho, Tata Amaral. SP. 1986. 12’. VHS. 12 anos. Queremos as Ondas do Ar! – Francisco Cesar Filho, Tata Amaral. SP. 1986. 11’. 35mm. 14 anos. TV Cubo – Marcelo Masagão. SP. 1986. 10’. VHS. 12 anos. Ação na Cidade – Francisco César Filho, João Carlos Spósito, Paulo Baroukh. SP. 1989. 7’. U-Matic. 14 anos. IH! Ma Temo que Ve um Curta – Márcia de Carvalho, Paulo Baroukh. SP. 1986. 6’. U-Matic. 10 anos. Amigo Urso – TV Viva. PE. 1985. 11’. U-Matic. 10 anos.
Eu vi –  Anna Muylaert, Márcia de Carvalho. SP. 1990. 4’. VHS. 12 anos. Andréa Andróide – Eder Santos, Roberto Berliner, Sandra Kogut. RJ. 1988. 4’. U-Matic. 14 anos. A Novidade – Roberto Berliner, Sandra Kogut. RJ. 1987. 4’. U-Matic. 12 anos. Kátia Flávia, a Godiva do Irajá – Roberto Berliner, Sandra Kogut. RJ. 1987. 4’. U-Matic. 14 anos. Alagados – Roberto Berliner. RJ. 1988. 5’. U-Matic. 12 anos.

17h00 | Asa Branca: Um Sonho Brasileiro – Djalma Limongi Batista. SP. 1981. 135’. 35mm.  16 anos.

19h30 | A Mulher do Atirador de Facas – Nilson Villas Boas. SP. 1988. 11’. 35mm. 12 anos. Pós-Modernidade – Mirella Martinelli. SP. 1989. 15’ . 35mm. 10 anos. Cidade Oculta – Chico Botelho. SP. 1986. 80’. 35mm. 16 anos.
21 de fereveiro | Domingo

13h30 | Mocidade Independente – TVDO, Nelson Motta,  TV Bandeirantes. SP. 1981-82. 112’. U-Matic. 10 anos.

15h30 | Almoço com Maluf – Fernando Meirelles, Marcelo Tas / Olhar Eletrônico. SP.  1984. 5’. U-Matic. 12 anos. Ernesto Varela no Congresso Nacional – Fernando Meirelles, Marcelo Tas / Olhar Eletrônico. SP. 1985. 15’. U-Matic. 10 anos. Ernesto Varela em Nova York – Henrique Goldman, Marcelo Tas / Olhar Eletrônico. SP. 1985. 11’. U-Matic. 10 anos. Varela em Serra Pelada – Fernando Meirelles, Marcelo Tas / Olhar Eletrônico. SP. 1985. 19’. U-Matic. 10 anos.
Varela em Cuba – Marcelo Tas, Toniko Melo / Olhar Eletrônico. SP. 1985. 19’. U-Matic. 10 anos.
O Mundo no Ar – Marcelo Tas / Olhar Eletrônico. SP. 1987. 22’. U-Matic. 12 anos.

17h30 | Tim Maia – Flávio R. Tambellini. RJ. 1987. 15’. 35mm. 14 anos. A Cor do seu Destino – Jorge Durán. RJ. 1986. 97’. 35mm. 14 anos.

19h30 | Frau – Isa Castro, Tadeu Jungle, Walter Silveira  / TVDO. SP. 1983. 18’. U-Matic. 14 anos. Non Plus Ultra – Tadeu Jungle / TVDO. SP. 1985. 30’. U-Matic. 14 anos. Heróis 2 – Tadeu Jungle. 1987-2003. 32’. U-Matic/DV. 14 anos.
24 de fevereiro | Quarta

13h30 | Caderneta de Campo – Catherine Hirsch, Edson Jorge Elito, José Celso Martinez Corrêa, Noilton Nunes / Teatro Oficina. SP. 1983. 59’. U-Matic/VHS. 10 anos.

15h30 | Mude o seu Dial: Um Rádio-Clip com as Ondas do Ar – Francisco Cesar Filho, Tata  Amaral. SP. 1986. 12’. VHS. 12 anos. Queremos as Ondas do Ar! – Francisco Cesar Filho, Tata Amaral. SP. 1986. 11’. 35mm. 14 anos. TV Cubo – Marcelo Masagão. SP. 1986. 10’. VHS. 12 anos. Ação na Cidade – Francisco Cesar Filho, João Carlos Spósito, Paulo Baroukh. SP. 1989. 7’. U-Matic. 14 anos. IH! Ma Temo que Ve um Curta – Márcia de Carvalho, Paulo Baroukh. SP. 1986. 6’.  U-Matic.  10 anos. Amigo Urso – TV Viva. PE. 1985. 11’. U-Matic. 10 anos.
Eu vi –  Anna Muylaert, Márcia de Carvalho. SP. 1990. 4’. VHS. 12 anos. Andréa Andróide – Eder Santos, Roberto Berliner, Sandra Kogut. RJ. 1988. 4’. U-Matic. 14 anos. A Novidade – Roberto Berliner, Sandra Kogut. RJ. 1987. 4’. U-Matic. 12 anos. Kátia Flávia, a Godiva do Irajá – Roberto Berliner, Sandra Kogut. RJ. 1987. 4’. U-Matc. 12 anos. Alagados – Roberto Berliner. RJ. 1988. 5’. U-Matic. 12 anos.

17h30 | A Dama do Cine Shangai – Guilherme de Almeida Prado. SP. 1987. 115’. 35mm. 16 anos.

19h30 | Explicit Grafitti – Artur Matuck. SP. 1987. 15’. VHS. 10 anos. Intercities São Paulo-Pittsburgh – Artur Matuck. SP. 1988. 12’ 12’’. VHS. 14 anos. * Após a exibição dos vídeos, será ministrada a palestra “Vanguarda Paulistana: o Movimento da Tele-Arte em São Paulo nas Décadas de 1980 e 1990”, por Ivan Soares David, professor do curso de Cinema da Anhembi Morumbi e membro da equipe de realização do “Intercities” e Karim Magnavita, pesquisadora, seguida de conversa com o público.

25 de fevereiro | Quinta

13h30 | A Fábrica do Som – Luis Antonio Simões de Carvalho / TV Cultura. SP. 1983-84. 13’. Fragmentos. Livre. Luni – Ruth Slinger / TV Manchete. SP. 1988. 47’. 12 anos.

15h30 | Qualquer um – Rita Buzzar. SP. 1983. 16’. 16mm. 14 anos. Vera – Sérgio Toledo. SP. 1986. 85’. 35mm. 16 anos.

17h30 | Avesso/Futebol – Tadeu Jungle / TV Cultura. SP. 1984. 45’. U-Matic. 10 anos. Crig Rá! – Olhar Eletrônico / Abril Vídeo /TV Gazeta. SP. 1985. 45’. U-Matic/VHS. 12 anos. TV Mix I e II – Tadeu Jungle / TV Gazeta. SP. 1988-89. 4’. Fragmentos. Livre.

19h30 | DEBATE: “Vídeo Independente dos Anos 80” com Marcelo Tas, Marcelo Machado, Tadeu Jungle e Walter Silveira.

26 de fevereiro | Sexta

13h30 | Tim Maia – Flávio R. Tambellini. RJ. 1987. 15’. 35mm. 14 anos. A Cor do seu Destino – Jorge Durán. RJ. 1986. 97’. 35mm. 14 anos.
 
15h30 | Frankstein Punk – Cao Hamburger, Eliane Fonseca. SP. 1985. 12’. 35mm. Livre Ondas – Ninho Moraes. SP. 1986. 12’. 35mm. 14 anos. Fogo e Paixão – Isay Weinfeld, Marcio Kogan. SP. 1988. 90’. 35mm. Livre.

17h30 | Ilha das Flores – Jorge Furtado. RS. 1989. 12’. 35mm. Livre. Passageiros – Carlos Gerbase, Glênio Povoas. RS. 1987. 9’. 35mm. 14 anos. Verdes Anos – Carlos Gerbase, Giba Assis Brasil. RS. 1984. 91’. 35mm. 14 anos.

19h30 | Arabesco – Eliane Caffé. SP. 1990. 15’. Livre. Dov’è Meneghetti? – Beto Brant. SP. 1989. 12’. 35mm. Livre. A Marvada Carne – André Klotzel. SP. 1985. 77’. 35mm. Livre.


27 de fevereiro | Sábado

13h30 | Eletricidade – Alfredo Nagib. SP. 1982. 13’. U-Matic. 10 anos. Poema: Cidade – Francisco Cesar Filho, Tata Amaral. SP. 1986. 11’. 35mm. 14 anos. VT Preparado AC/JC – Pedro Vieira e Walter Silveira / TVDO. SP. 1986. 10’. U-Matic. 12 anos. Caramujo-Flor – Joel Pizzini. SP. 1988. 21’. 35mm. 12 anos. Every Step… – Geraldo Anhaia Mello, Paulo Baroukh. SP. 1986. 5’. VHS. 10 anos. Explicit Grafitti – Artur Matuck. SP. 1987. 15’. VHS. 10 anos.

15h30 | História Familiar – Tata Amaral. SP. 1988. 11’. 35mm. 12 anos. Feliz Ano Velho – Roberto Gervitz. SP. 1988. 107’. 35mm. 12 anos.

17h30 | Caderneta de Campo – Catherine Hirsch, Edson Jorge Elito, José Celso Martinez Corrêa, Noilton Nunes / Teatro Oficina. SP. 1983. 59’. U-Matic/VHS. 10 anos.

19h30 | Diversões Solitárias – Wilson Barros. SP. 1983. 15’. 35mm.  14 anos. Anjos da Noite – Wilson Barros. SP. 1987. 98’. 35mm. 16 anos.

28 de fevereiro | Domingo

13h30 | Brasília – Fernando Meirelles, Marcelo Machado / Olhar Eletrônico. 1982. 3’. U-Matic. Livre. Ali Babá – Paulo Morelli / Olhar Eletrônico. 1984. 12’. U-Matic. 12 anos. Do Outro Lado da sua Casa – Marcelo Machado, Paulo Moretti, Renato Barbieri / Olhar Eletrônico. 1985. 19’. U-Matic. 10 anos. Pivete – Lucila Meirelles. 1987. 6’. VHS. 14 anos. Duelo dos Deuses – Pedro Vieira / TVDO. 1988. 22’. U-Matic. 16 anos.

15h30 | Frau – Isa Castro, Tadeu Jungle, Walter Silveira  / TVDO. SP. 1983. 18’. U-Matic. 14 anos. Non Plus Ultra – Tadeu Jungle / TVDO. SP. 1985. 30’. U-Matic. 14 anos. Heróis 2 – Tadeu Jungle. 1987-2003. 32’. U-Matic/DV. 14 anos.

17h30 | A Dama do Cine Shangai – Guilherme de Almeida Prado. SP. 1987. 115’. 35mm. 16 anos.

19h30 | Qualquer um – Rita Buzzar. SP. 1983. 16’. 16mm. 14 anos. Vera – Sérgio Toledo. SP. 1986. 85’. 35mm. 16 anos.

3 de março | Quarta

13h30 | Avesso/Futebol – Tadeu Jungle / TV Cultura. SP. 1984. 45’. U-Matic. 10 anos. Crig Rá! – Olhar Eletrônico / Abril Vídeo /TV Gazeta. SP. 1985. 45’. U-Matic/VHS. 12 anos.  TV Mix I e II – Tadeu Jungle / TV Gazeta. SP. 1988-89. 4’. Fragmentos. Livre.

15h30 | Arabesco – Eliane Caffé. SP. 1990. 15’. 35mm. Livre. Dov’è Meneghetti? – Beto Brant. SP. 1989. 12’. 35mm. Livre. A Marvada Carne – André Klotzel. SP. 1985. 77’. 35mm. Livre.

17h30 | Brasília – Fernando Meirelles, Marcelo Machado / Olhar Eletrônico. 1982. 3’. U-Matic. Livre. Ali Babá – Paulo Morelli / Olhar Eletrônico. 1984. 12’. U-Matic. 12 anos. Do Outro Lado da sua Casa – Marcelo Machado, Paulo Moretti, Renato Barbieri / Olhar Eletrônico. 1985. 19’. U-Matic. 10 anos. Pivete – Lucila Meirelles. 1987. 6’. VHS. 14 anos. Duelo dos Deuses – Pedro Vieira / TVDO. 1988. 22’. U-Matic. 16 anos.

19h30 | 30 Anos de Videocriaturas – Edição do arquivo de Otavio Donasci – Otavio Donasci. SP. 2010. 50’. DVD. Livre.

* Após a exibição do vídeo, será ministrada a palestra “30 Anos de Videocriaturas”, pelo próprio artista Otavio Donasci seguida de conversa com o público.

4 de março | Quinta

13h30 | História Familiar – Tata Amaral. SP. 1988. 11’. 35mm. 12 anos. Feliz Ano Velho – Roberto Gervitz. SP. 1988. 107’. 35mm. 12 anos.

15h30 | Diversões Solitárias – Wilson Barros. SP. 1983. 15’. 35mm. 14 anos. Anjos da Noite – Wilson Barros. SP. 1987. 98’. 35mm. 16 anos.

17h30 | A Mulher do Atirador de Facas – Nilson Villas Boas. SP. 1988. 11’. 35mm. 12 anos. Pós-Modernidade – Mirella Martinelli. SP. 1989. 15’. 35mm. 10 anos. Cidade Oculta – Chico Botelho. SP. 1986. 80’. 35mm. 16 anos.

19h30 | DEBATE: “Novo Cinema Paulista dos Anos 80” com André Klotzel, Anna Muylaert, José Roberto Eliezer e Walter Rogério.

5 de março | Sexta

13h30 | Almoço com Maluf – Fernando Meirelles, Marcelo Tas / Olhar Eletrônico. SP. 1984. 5’. U-Matic. 12 anos. Ernesto Varela no Congresso Nacional – Fernando Meirelles, Marcelo Tas / Olhar Eletrônico. SP. 1985. 15’. U-Matic. 10 anos. Ernesto Varela em Nova York – Henrique Goldman, Marcelo Tas / Olhar Eletrônico. SP. 1985. 11’. U-Matic. 10 anos. Varela em Serra Pelada – Fernando Meirelles, Marcelo Tas / Olhar Eletrônico. SP. 1985. 19’. U-Matic. 10 anos.
Varela em Cuba – Marcelo Tas, Toniko Melo / Olhar Eletrônico. SP. 1985. 19’. U-Matic. 10 anos.
O Mundo no Ar – Marcelo Tas / Olhar Eletrônico. SP. 1987. 22’. U-Matic. 12 anos.

15h30 | Mocidade Independente – TVDO, Nelson Motta,  TV Bandeirantes. SP. 1981-82. 113’. U-Matic. 10 anos.

17h30 | Grafitti Efêmero – Marina Abs. SP. 1984. 4’. U-Matic. 12 anos. Quimanguinada – Ruth Slinger. SP. 1982. 6’. VHS. 12 anos. Mergulho – Marina Abs. SP. 1986. 3’. U-Matic. Livre.
E o Zé Reinaldo, Continua Nadando?  – Adriano Goldman, Hugo Prata / Olhar Eletrônico. SP. 1989. 14’. U-Matic. 10 anos. Carta de Nova York – Anna Muylaert / VTV Vídeo. SP. 1989. 6’. VHS. 12 anos. A Paixão Segundo Bruce – Luiz Duva. SP. 1989. 16’. S-VHS. 12 anos. Elixir do Pajé – Hélvio Ratton. MG. 21’. VHS. 16 anos.

19h30 | Rock Paulista – Anna Muylaert. SP. 1988. 11’. 35mm. 10 anos. Areias Escaldantes – Francisco de Paula. RJ. 1985. 100’. 35mm. 12 anos.

6 de março | Sábado

13h30 | Ilha das Flores – Jorge Furtado. RS. 1989. 12’. 35mm. Livre. Passageiros – Carlos Gerbase, Glênio Povoas. RS. 1987. 9’. 35mm. 14 anos. Verdes Anos – Carlos Gerbase, Giba Assis Brasil. RS. 1984. 91’. 35mm. 14 anos.
 
15h30 | Beijo 2348/72 – Walter Rogerio. SP. 1990. 100’. 35mm. 14 anos.

17h30 | Eletricidade – Alfredo Nagib. SP. 1982. 13’. U-Matic. 10 anos. Poema: Cidade – Francisco Cesar Filho, Tata Amaral. SP. 1986. 11’. 35mm. 14 anos. VT Preparado AC/JC  – Pedro Vieira e Walter Silveira / TVDO. SP. 1986. 10’. U-Matic. 12 anos. Caramujo-Flor – Joel Pizzini. SP. 1988. 21’. 35mm. 12 anos. Every Step… – Geraldo Anhaia Mello, Paulo Baroukh. SP. 1986. 5’. VHS. 10 anos. Explicit Grafitti – Artur Matuck. SP. 1987. 15’. VHS. 10 anos.

19h30 | O Olho Mágico do Amor – Ícaro Martins, José Antônio Garcia. SP. 1981. 95’. 35mm. 16 anos.

7 de março | Domingo

13h30 | Grafitti Efêmero – Marina Abs. SP. 1984. 4’. U-Matic. 12 anos. Quimanguinada – Ruth Slinger. SP. 1982. 6’. VHS. 12 anos. Mergulho – Marina Abs. SP. 1986. 3’. U-Matic. Livre.
E o Zé Reinaldo, Continua Nadando?  – Adriano Goldman, Hugo Prata / Olhar Eletrônico. SP. 1989. 14’. U-Matic. 10 anos. Carta de Nova York – Anna Muylaert / VTV Vídeo. SP. 1989. 6’. VHS. 12 anos. A Paixão Segundo Bruce – Luiz Duva. SP. 1989. 16’. S-VHS. 12 anos.
Elixir do Pajé – Hélvio Ratton. MG. 21’. VHS. 16 anos.

15h30 | Frankstein Punk – Cao Hamburger, Eliane Fonseca. SP. 1985. 12’. 35mm. Livre. Ondas – Ninho Moraes. SP. 1986. 12’. 35mm. 14 anos. Fogo e Paixão – Isay Weinfeld, Marcio Kogan. SP. 1988. 90’. 35mm. Livre.

17h30 | Disaster Movie – Wilson Barros. SP. 1979. 30’. 35mm. 14 anos. Bete Balanço – Lael Rodrigues. RJ. 1984. 72’. 35mm. 16 anos.

19h30 | Nunca Fomos tão Felizes – Murillo Salles. SP. 1984. 96’. 35mm. 14 anos.

Era uma Vez… São Paulo

Do release da F&M PróCultura:

“O cinema já imortalizou diversas cidades ao redor do mundo. Nova York, Paris, Roma, Tóquio, cada uma, embora contem histórias de diversas épocas e estilos, sempre são vistas segundo um ponto de vista, o do diretor. Como não poderia ser diferente, uma cidade com uma vida cultural intensa como São Paulo, foi registrada das mais variadas formas por diversos diretores que, de alguma forma, vincularam sua obra à metrópole.

Como parte da comemoração dos 456 anos, diretores cujos projetos tiveram a cidade como cenário, contam suas visões de São Paulo utilizando-se de imagens ou filmes que marcaram suas vidas. Em um bate papo aberto com o jornalista Christian Petermann, grandes nomes do cinema brasileiro falam da importância da cidade em sua obra e relembram histórias de suas produções.
 
Desde o início do projeto, os encontros ofereceram aos fãs do cinema uma oportunidade única de conversar com cineastas como Tata Amaral, Ugo Giorgetti, Hector Babenco, Sergio Biancchi, entre outros. Na última semana de fevereiro, os diretores convidados são:
 
Segunda-feira, dia 22 – ANDRÉ STURM (Bodas de Papel, Sonhos Tropicais)
 
Terça-feira, dia 23 – ANNA MUYLART (É Proibido Fumar, Durval Discos)
 
Quarta-feira, dia 24 – JOSÉ MOJICA, o “ZÉ DO CAIXÃO” (Encarnação do Demônio, À Meia-Noite Levarei Sua Alma)
 
Os encontros acontecem sempre às 19h30 das segundas, terças e quartas-feiras e são gratuitos (os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência na bilheteria do cinema).
 
CineSESC: Rua Augusta, 2.075 – Jad. Paulista. Tel.: (11) 3087-0500.”