Entrevista: Ewerton de Castro

Dossiê Ewerton de Castro

DSC04639

Entrevista com Ewerton de Castro

Por Gabriel Carneiro
Fotos: Adriana Câmara e Pedro Ribaneto

Famoso ator de novelas (A Viagem, Roque Santeiro, Pantanal), Ewerton de Castro fez muito cinema, especialmente nos anos 70, na Boca do Lixo. Com carreira intensa (muito teatro e muita televisão também), Ewerton atuou em mais de 25 longas, entre eles, O Quarto, O Jeca e a Freira, Anjo Loiro, A Noite do Desejo, O Último Êxtase, O Estripador de Mulheres, Os Rapazes da Difícil Vida Fácil, Kuarup e O Príncipe. Ainda encontrou tempo para dirigir um, Viúvas Precisam de Consolo, que acabou sendo um fracasso comercial, e o média semi-amador Em Última Análise.

Em entrevista para a Zingu!, que pretende ser uma complementação ao livro de Reni Cardoso, Ewerton de Castro – Minha Vida na Arte: Memória e Poética, além de fazer um retrospecto na carreira cinematográfica, Ewerton permeia suas respostas com suas crenças em termo de atuação, de seus papéis e do futuro na arte. Sua reflexão sobre a profissão o levou a manter, por vários anos, a Escola de Teatro Ewerton de Castro – tema deixado de fora da entrevista, mas muito comentado no livro -, empreendimento que formou muitos atores competentes.

 

Parte 1: Infância e começo no cinema

Parte 2: Anos 70, Boca do Lixo – ator e diretor

Parte 3: Anos 80 – cinema cada vez menos

Anúncios