Entrevista: Ênio Gonçalves

Dossiê Ênio Gonçalves

Enio1A1

Por Gabriel Carneiro
Fotos: Pedro Ribaneto

Comemorando os 70 anos de vida de Ênio Gonçalves (1941-), um dos grandes atores do cinema brasileiro, a Zingu! visitou sua casa em São Paulo. Ênio teve passagens pela TV, teatro, cinema e até pelo jornalismo. Gaúcho, começou no Rio, nos anos 1960, quando trabalhou com, entre outros, Carlos Hugo Christensen, Julio Bressane, Aurélio Teixeira e Walter Lima Jr. Já em São Paulo, consagrou-se pela Boca do Lixo, em filmes de Fauzi Mansur, Luiz Castellini, Antonio Meliande, José Antonio Garcia e Ícaro Martins, entre muitos outros.

Dono do papel alter-ego de Carlos Reichenbach, com quem teve curta mais muito respeitosa parceria, em Filme Demência, como Fausto, Ênio Gonçalves não teve pudores na entrevista e comentou sobre toda sua trajetória. Homem reservado, casado hoje com a também atriz Mara Faustino, deixou a Zingu! entrar e conhecer mais de sua vida e, claro, do cinema brasileiro.

Parte 1: Começo de carreira

Parte 2: O cinema

Parte 3: São Paulo

Parte 4: Boca do Lixo

Parte 5: Carlão Reichenbach e os dias de hoje

Anúncios