Entrevista: Alfredo Sternheim

Dossiê Alfredo Sternheim

Alfredo91

Por Gabriel Carneiro
Fotos: Dênis Arrepol

Alfredo Sternheim é uma das figuras mais ativas dentro da busca pela memória da Boca do Lixo. Hoje atuando como jornalista e crítico de cinema, escrevendo para SET e Filme Cultura, entre outros, Alfredo tem atuação ativa na Coleção Aplauso, falando, muitas vezes de colegas cineastas. Um dos melhores livros da coleção é seu, o importantíssimo Cinema da Boca: Dicionário de Diretores.

Sternheim também foi um dos mais ativos cineastas da Boca do Lixo, realizador de produções como Paixão na Praia, Anjo Loiro, Pureza Proibida, Corpo Devasso, Tensão e Desejo e muitos outros, além de ter tido grande participação na época do cinema de sexo explícito, quando dirigiu 12 filmes.

A entrevista concedida exclusivamente à Zingu! não se pretende um mero resgate ao personagem, contando mais de sua vida, mas sim uma complementação à sua autobiografia Alfredo Sternheim – Um Insólito Destino. Claro, algumas passagens foram repetidas, inevitavelmente.

Parte 1: Começo de tudo
Parte 2: Escrevendo sobre cinema
Parte 3: Vida de diretor
Parte 4: O cinema de sexo explícito chega ao Brasil
Parte 5: Pós-Boca

Anúncios