Depoimento: Reynaldo Paes de Barros

Dossiê Alfredo Sternheim

O Alfredo é uma excelente pessoa, um verdadeiro gentleman. Eu só posso falar bem dele como ser humano e também como diretor. Ele sempre foi um profissional bastante competente, muito preocupado com seus trabalhos. Atualmente, estou morando em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, mas mesmo assim continuamos nos falando por telefone. Sempre foi um prazer enorme trabalhar com uma pessoa como ele. Nosso primeiro trabalho juntos foi no Anjo Loiro e depois fizemos outros que eu assinei com pseudônimo. Eu sei que eu estava ganhando a vida honestamente trabalhando para terceiros. Sobre o Alfredo posso dizer que ele não é aquele grosso que veio das cavernas e terminou no cinema. Não, ele é uma pessoa com uma grande formação e estava muito acima da média do pessoal da Boca do Lixo da época. Sobre o Alfredo eu só tenho elogios.

Reynaldo Paes de Barros, cineasta e diretor de fotografia. Trabalhou com Alfredo Sternheim como diretor de fotografia em Anjo Loiro (1973) e Sacanagem (episódio Gatas no Cio) (1983).

Anúncios